13 de set de 2012

Curso de Zomes


10 de mai de 2012

Smart Grid - redes inteligentes


Pesquisas e mais pesquisas e encontro este novo termo " Smart Grid " - também chamado de rede inteligente, em termos gerais é a aplicação de tecnologia da informação para o sistema elétrico de potência, integrada aos sistemas de comunicação e infraestrutura de rede automatizada. 


Logo, me lembro das propostas apresentadas por Jacques Fresco em 1977, desenhista industrial que propõe uma Economia Baseada em Recursos (Venus Project)  e não no sistema monetário. Esta economia é um recurso que lhes é Doado e não Comprado.






Especificamente, envolve a instalação de sensores nas linhas da rede de energia elétrica, o estabelecimento de um sistema de comunicação confiável em duas vias com ampla cobertura com os diversos dispositivos e automação dos ativos. Esses sensores são embutidos com chips que detectam informações sobre a operação e desempenho da rede - parâmetros, tais como tensão e corrente. Os sensores, então, analisam essas informações para determinar o que é significativo - por exemplo, está com tensão muito alta ou muito baixa.


O funcionamento se dá quando os sensores detectam informações significativas, ocorre a comunicação dos dados de volta para um sistema analítico central, que geralmente é um sistema de software. Esse sistema irá analisar os dados e determinar o que está errado e o que deve ser feito para melhorar o desempenho da rede.


Por exemplo: Você vai visitar um amigo em seu carro elétrico e o conecta à tomada para recarregar a bateria: embora esteja na casa de um amigo, a energia de recarga será debitada na sua conta de luz e não na do amigo. 
De sua mesa de trabalho, você liga o ar-condicionado de sua casa para já encontrar a temperatura que deseja. A energia excedente, gerada pelo painel fotovoltaico de sua casa é automaticamente injetada na rede de distribuição. Se um equipamento da rede elétrica começa a apresentar problemas de desempenho, estes são automaticamente identificados e a solução é apontada antes que a energia seja interrompida. Se a rede elétrica falha por alguma razão, os próprios equipamentos da rede interagem de forma a isolar o problema e restaurar a energia para o maior número possível de consumidores, sem necessidade de interferência humana.


O conceito de redes inteligentes ou "smart grid", representa um marco na evolução do setor energético e é essencial para o melhor aproveitamento dos recursos energéticos do Brasil e, fundamentalmente, para atender às novas demandas que recaem sobre o sistema elétrico.


Do ponto de vista funcional, esse conceito vem contribuir para direcionar o sistema elétrico para responder às seguintes demandas das concessionárias e da sociedade:



  • Melhorar a qualidade de prestação dos serviços, reduzindo o número de falhas e também o tempo de restabelecimento;
  • Melhorar a qualidade de energia entregue aos consumidores; incorporar ao sistema elétrico à geração e a micro-geração distribuídas, incluindo aí as diversas formas alternativas de geração, principalmente as limpas;
  • Combater eficazmente as perdas comerciais (roubo de energia);
  • Gerir os ativos técnicos de forma a extrair destes todo o seu potencial;
  • Permitir aos consumidores gerir de forma remota os seus eletrodomésticos;
  • Incorporar os veículos a tração elétrica no cotidiano da sociedade.









Do ponto de vista tecnológico, esse conceito implica a aplicação das tecnologias da informação e comunicação ao sistema elétrico de potência por meio de três ingredientes básicos: massificação dos meios de monitoramento em tempo real, uma robusta estrutura de comunicação de dados e, finalmente, sistemas de inteligência capazes de tratar os dados a extrair deles as informações e os conhecimentos necessários à operacionalização das redes inteligentes.


Dezenas de países já iniciaram a implantação de sistemas de smart grid. Existem, inclusive, smart cities - cidades inteiras que utilizam esse tipo de tecnologia. 


O Brasil hoje tem capacidade para produzir os equipamentos e softwares necessários para a implantação dos medidores inteligentes, não necessitando que as empresas busquem fora do país. As políticas deveriam considerar o estado da arte de programação tipo smart grid, no Brasil e em outros países e propor uma adequação das regulamentações e das normas gerais dos serviços públicos e distribuição de energia elétrica.




Fontes: Internet - Revista - Documentário Zeitgeist
Revista O setor elétrico - Ano 7 - Ed.74 - Março 2012
Matéria: Governo precisa investir nas redes inteligentes
Coluna Ponto de Vista





21 de fev de 2012

Receitas caseiras




Quer aprender um pouco mais de sustentabilidade e técnicas de reboco natural??
Segue uma receita simples e fácil de aplicar na sua residência...

RECEITA REBOCO FINO

 1 porção (70%) de argila e 30% de estrume fermentado
 1 porção de cola
2 porções de areia fina peneirada.


RECEITA DE COLA

 4 porções de água fervendo
 2 porções de água fria
 1 porção de farinha

Primeiro misturar a farinha com água fria sem deixar pelotas (bolotas).
Agregar esta mistura com água fervendo.

10 de nov de 2011

SIMBOLOGIAS DA RECICLAGEM

Conheça alguns símbolos de materiais na Reciclagem
PAPEL RECICLADO



VIDRO


PAPEL RECICLÁVEL


PADRONIZAÇÃO DE CORES PARA COLETA SELETIVA NO BRASIL


 PAPÉIS


PLÁSTICO


VIDROS


METAIS




MADEIRAS




RESÍDUOS PERIGOSOS




RESÍDUOS AMBULATORIAIS E SERVIÇOS DE SAÚDE




RESÍDUOS RADIOATIVOS




RESÍDUOS ORGÂNICOS




RESÍDUOS GERAIS E NÃO RECICLÁVEIS

8 de nov de 2011

Matéria do Coletivo Recicla Flores do Ecoparede

Descobrindo matérias pela web....




A programação lúdica do SlowMovie vem alinhada a um discurso de sustentabilidade. “A sustentabilidade é um grande pilar neste movimento”, diz Tatiana. O projeto Ecoparade disponibilizará quatro ecobases assinados pelos artistas Marcio Moreno, Prozac, Rafael Highraff e pelo Coletivo Recicla Flores. Os resíduos coletados passarão por um processo de análise para identificar o que o público está consumindo.


Leia mais: http://viniciusparaiba.com.br/index.php/tag/coletivo-recicla-flores/

19 de out de 2011

pequenas ATITUDES, grandes AÇÕES - equipamentos eletrônicos


A melhor forma de mudarmos o padrão de uma sociedade é começarmos por nós mesmos!
O pensamento positivo leva o indivíduo à fala positiva, que o conduz ao AGIR positivamente.


ANTES DE TROCAR O QUE VOCÊ TEM, REFLITA:
* Você já tentou fazer atualizações no seu equipamento atual, reinstalar o sistema ou otimizá-lo ?
* Você precisa mesmo de maior velocidade de processamento e mais memória?
* Você planeja usar todos os recursos adicionais que os aparelhos prometem disponibilizar? Eles não irão complicar a sua vida, ao invés de simplificá-la?
Muitas vezes, a compra de um equipamento novo não é a melhor solução, e você pode melhorar o uso daquilo que já tem.


DOE
Em vez de irem para a lixeira, seus aparelhos eletrônicos usados ainda podem funcionar por alguns anos. O que parece obsoleto para suas necessidades pode ser muito útil para outras pessoas e instituições. Há inclusive ONG's que retiram as doações na sua casa.


LOGÍSTICA REVERSA
Cada vez mais fornecedores de equipamentos tecnológicos têm setores responsáveis por coletar produtos usados e dar um fim adequado a eles. Dê preferência para essas empresas na hora de comprar o seu aparelho. Antes de fechar a compra, consulte o site ou SAC do fabricante.


Conteúdo extraído da Exposição "Pedaços da Terra" - SESC Vila Mariana
Aberto ao público até dia 18/DEZ/2011.

23 de set de 2011

Eco Base no Jornal da Tarde

Matéria sobre ECO BASES no Jornal da Tarde - JT Cidade, dia 23 de Setembro de 2011.

"Casinhas para depósitos de lixo reciclável viram arte."



 No dia 29, as esculturas e as telas dos artistas serão leiloadas durante um jantar no MUBE. As casinhas ECO BASES estão em exposição até dia 30 de Setembro.
Depois da mostra, peças serão doadas a escolas de Vinhedo e Tocantins.



MUBE: Avenida Europa, 218 - Jd Europa - de terça a domingo, das 10h às 19h.

Recicla Flores
Permacultura e Bioconstrução

Leia mais

Related Posts with Thumbnails